Xerox é processada por grande investidor após plano de cisão da empresa

quinta-feira, 13 de outubro de 2016 17:02 BRT
 

(Reuters) - Um dos maiores acionistas da Xerox pressionou a fabricante de copiadoras a bloquear seu plano para desmembrar o negócio de terceirização de documentos em uma nova empresa listada publicamente.

Darwin Deason processou a Xerox nesta terça-feira em um tribunal distrital dos Estados Unidos em Dallas sobre o plano da empresa para separar o negócio de impressoras e copiadoras da unidade de terceirização de processos, que se tornaria uma nova empresa chamada Conduent.

A Xerox disse em comunicado nesta quinta-feira que o processo de Deason não tinha mérito e a empresa buscaria seu indeferimento.

O negócio da Conduent inclui as operações da Affiliated Computer Services, sediada em Dallas, empresa que Deason fundou e que foi adquirida pela Xerox por 6,4 bilhões de dólares em 2010.

A Xerox anunciou a divisão em janeiro e também disse naquele momento que o investidor ativista Carl Icahn receberia três assentos no conselho da Conduent após a cisão. Icahn revelou sua parcela em novembro.

A Icahn Associates Corp possui 9,77 por cento da Xerox e é o maior acionista da empresa, de acordo com dados da Thomson Reuters.

(Por Tom Hals; reportagem adicional por Michael Flaherty)