Airbnb divulga propostas de políticas com novas regulamentações se aproximando

quarta-feira, 19 de outubro de 2016 15:30 BRST
 

SÃO FRANCISCO (Reuters) - O Airbnb apresentou várias propostas nesta quarta-feira que, segundo a empresa de aluguel de residências, solucionaria preocupações levantadas por autoridades em Nova York e São Francisco sobre o modo como a companhia opera.

Parlamentares em ambas as cidades acusaram o Airbnb de exagerar uma crise em domicílios de baixo custo ao encorajar os proprietários a remover os alugueis de longo prazo do mercado.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, está considerando uma multa que puniria os anfitriões em 7.500 dólares por listar unidades no site que entrem em conflito com limites de aluguéis locais. Ele tem até 29 de outubro para aprovar a lei ou vetá-la.

São Francisco aprovou uma portaria mais cedo este ano que multaria o Airbnb e serviços similares em mil dólares a cada vez que processarem uma reserva de um anfitrião não registrado. O Airbnb pediu a um juiz federal de São Francisco que derrubasse a lei e uma decisão pode acontecer a qualquer momento.

Em comunicado nesta quinta-feira, o Airbnb divulgou uma proposta que permite que seus anfitriões registrem somente uma casa na plataforma. A plataforma impedirá automaticamente que os proprietários em Nova York e São Francisco coloquem múltiplas unidades para alugar a partir de 1 de novembro.

"Isto ajudará a garantir que o compartilhamento de domicílios não retire o aluguel permanente do mercado imobiliário", disse a empresa.

(Por Dan Levine)