Itália proíbe celular com câmera em seções de votação

terça-feira, 1 de abril de 2008 13:57 BRT
 

ROMA (Reuters) - Os italianos terão que deixar seus amados celulares fora das seções eleitorais quando forem votar no pleito nacional este mês.

Norma emitida pelo ministério do Interior definiu que celulares "ou qualquer outro dispositivo capaz de gravar imagens ou videoclipes" terão que ficar do lado de fora da cabine de votação durante a eleição deste mês.

No ano passado, a agência de estatísticas da zona do euro, Eurostat, divulgou que em 2005 havia mais celulares em uso que pessoas na Itália --em média, 122 celulares para cada 100 habitantes.

A regra, a primeira de seu tipo no país, foi aparentemente redigida para combater corrupção. Autoridades temem que alguns eleitores, particularmente em cidades pequenas e em zonas rurais, possam tirar uma foto ou fazer um vídeo de sua cédula de votação preenchida antes de ser depositada na urna.

Com isso, eles poderiam mostrar as imagens para o político em que votaram em troca de benefícios.

Quem violar a norma estará sujeito a multa e cadeia.