Americanos falham mais em segurança digital do que acreditam

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 16:34 BRT
 

Por Diane Bartz

WASHINGTON (Reuters) - A maior parte dos norte-americanos acredita que seus computadores estão protegidos contra vírus e invasões, mas levantamentos mostram que muitos programas de segurança estão desatualizados ou desativados, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

Oitenta e sete por cento dos norte-americanos entrevistados afirmaram ter um software antivírus, 73 por cento disseram ter um "firewall" e 70 por cento afirmaram ter um programa contra invasões em suas máquinas, de acordo com estudo feito pela desenvolvedora de programas de segurança McAfee e a National Cyber Security Alliance.

Mas quando os pesquisadores pediram para fazer uma varredura remota nos computadores dos entrevistados, a história foi diferente.

Embora 94 por cento tivessem afirmado ter um software antivírus, apenas metade o atualizou no último mês. Oitenta e um por cento tinha um "firewall" protegendo dados importantes, mas somente 64 por cento o havia ativado. E 70 por cento disseram ter um programa contra invasões, mas só 55 por cento o deixavam ativo.

O vice-presidente da McAfee Bari Abdul disse que a maioria dos vírus não é criada por hackers querendo apenas se divertir.

"A maioria das atividades procura roubar a identidade do usuário do computador", disse o executivo após falar numa conferência sobre segurança digital patrocinada pela National Cyber Security Alliance.

Nove por cento dos pesquisados relataram que já tiveram suas identidades roubadas, disse Abdul.

A pesquisa entrevistou 378 pessoas sobre segurança em seus computadores domésticos.