Cidade japonesa suspende servidor por pornografia online

sexta-feira, 2 de maio de 2008 14:19 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - Um burocrata de uma cidade no oeste do Japão foi suspenso por três meses de suas funções depois que autoridades descobriram que ele visitava sites pornográficos no trabalho quase todos os dias, frequentemente passando horas a fio olhando fotos de nudez, afirmou uma autoridade da cidade.

O homem de 57 anos, que trabalha na divisão de construção da cidade de Kinokawa, em Wakayama, acessou sites pornográficos do computador de seu escritório quase que diariamente nos últimos oito meses, ficando até 3 horas por dia nessas páginas, afirmou Kazuhiko Ueyama, autoridade na cidade de Kinokawa.

Cidadãos irritados com a denúncia fizeram reclamações à prefeitura da cidade durante toda a sexta-feira, afirmando que somente suspender o servidor não é o bastante, acrescentou Ueyama.

A prefeitura apenas descobriu as atividades do servidor em fevereiro, quando percebeu que seu computador foi contaminado pelo mesmo vírus várias vezes a partir dos mesmos sites, afirmou Ueyama.

"Ele pediu desculpas todas as vezes que falamos com ele sobre o problema, mas nós não conseguimos que ele explicasse porque ele fazia isso", disse o funcionário da prefeitura.