Intel vê mercado de US$40 bilhões para chips Atom

segunda-feira, 2 de junho de 2008 12:26 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A Intel, maior fabricante mundial de chips, vê novos mercados para seus microprocessadores Atom num valor de 40 bilhões de dólares em dois ou três anos, afirmou seu presidente-executivo ao Financial Times.

A Intel está apresentado cinco novos processadores Atom e uma coleção de chips projetados para aparelhos portáteis com acesso à Intrenet e para outros usos, à medida em que usa sua força de marketing para criar um novo mercado.

Em comentários ao Financial Times publicados nesta segunda-feira, Paul Otellini afirmou que a crescente semelhança de telefones celulares de última linha com computadores coloca a Intel numa boa posição.

Otellini afirmou ainda que espera que os novos processadores Atom comecem a aparecer em eletrônicos de consumo como TVs, laptos de baixo custo e como chips embutidos numa série de outros produtos.

"Cada um desses mercado é uma oportunidade de 10 bilhões de dólares por volta de 2010 ou 2011", afirmou.

A Intel, cujos processadores são encontrados em quatro em cada cinco computadores pessoais vendidos no mundo, teve vendas totais no valor de 38 bilhões de dólares no ano passado.

(Reportagem de Georgina Prodhan)