Palavra "ações" é mais procurada que "sexo" no Google chinês

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008 10:10 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O nome de três bancos e a palavra "ações" superaram a palavra "sexo" entre os termos mais procurados no Google na China em 2007, de acordo com uma lista da unidade chinesa do buscador apresentada nesta quinta-feira.

O China Merchants Bank, o Industrial and Commercial Bank of China e o China Construction Bank ficaram na segunda, terceira e sexta posição na lista, respectivamente, segundo informa o gigante de buscas em seus site no país (www.google.cn).

"Na região continental da China, dinheiro e tecnologia foram os campeões de busca no ano passado", afirmou o jornal China Daily, apontando que "sexo" foi a palavra mais procurada por usuários do Google em alguns outros países.

A quarta palavra mais buscada no Google chinês foi "ações", o que não é de toda surpresa com a bolsa de Xangai acumulando alta de 97 por cento em 2007. Em primeiro lugar ficou o termo "QQ", um serviço de mensagens instantâneas e uma marca de veículos.

Na lista de "departamentos mais populares", o banco central da China, o ministério das Finanças e a comissão regulatória de bancos ficaram em primeiro, terceiro e quinto lugares, respectivamente.

Em uma outra lista chamada de "procurando conhecimento", as perguntas mais frequentes do Google China foram "o que é uma blue chip" e "como investir no mercado de ações", enquanto que no Google global as questões mais frequentes foram "o que é amor" e "como beijar".

O governo chinês mantém forte cerceamento sobre o conteúdo da Internet e lançou diversas campanhas para acabar com a pornografia online, talvez uma razão para explicar porque a palavra "sexo" não foi um termo tão procurado na Web no país.