Menor chip da Intel vai aproveitar onda dos PCs portáteis

terça-feira, 3 de junho de 2008 10:13 BRT
 

Por Baker Li

TAIPÉ (Reuters) - A Intel anunciou que o mercado de computadores pessoais menores e de baixo custo, alguns dos quais que podem ser levados no bolso, pode chegar aos 10 bilhões de dólares, impulsionado pela demanda dos mercados emergentes e dos maduros.

A maior fabricante mundial de semicondutores lançou sua menor linha de processadores --a Atom-- para acionar o que ela designa como aparelhos móveis de Internet, bem como computadores pessoais muito pequenos conhecidos como netbooks ou nettops.

"Trata-se de uma oportunidade de 10 bilhões de dólares, ao longo de um determinado período", disse Sean Maloney, gerente geral do grupo de vendas e marketing da Intel, em entrevista à Reuters na feira de computação Computex, em Taipé.

"Trata-se de uma grande oportunidade para a Intel, e é uma grande oportunidade para os fabricantes de Taiwan", afirmou Maloney.

No final do ano passado, a Asustek Computer, de Taiwan, lançou o Eee, um computador com tela de sete polegadas e chips Intel, ao preço de cerca de 500 dólares, e a empresa de Taiwan planeja duplicar a venda de seus populares laptops de baixo preço, para 10 milhões de unidades no ano que vem.

A Acer, rival da Asustek, também está exibindo pequenos computadores de baixo custo na Computex, que permitem aos usuários baixar música e vídeos para chips de memória flash e navegar pela Internet com uma conexão sem fio.

"O processo está apenas começando, mas parece ser um início de sucesso", disse Maloney.

"Acreditamos que estaremos bem confortáveis com aquilo que fizemos", disse. "Nossos produtos nos propiciam uma posição confortável."

A Intel, cujos processadores são encontrados em quatro de cada cinco computadores pessoais vendidos no mundo, anunciou em comunicado separado que lançará na metade de julho processadores e alguns chipsets para sua plataforma de computação móvel de próxima geração, conhecida como Intel Centrino 2 -e anteriormente designada pelo codinome Montevina.

Essa tecnologia para processadores é dirigida aos laptops de alto desempenho.

 
<p>Processadores Intel Atom s&atilde;o vistos em imagem divulgada dia 3 junho. A Intel anunciou que o mercado de computadores pessoais menores e de baixo custo, alguns dos quais que podem ser levados no bolso, pode chegar aos 10 bilh&otilde;es de d&oacute;lares, impulsionado pela demanda dos mercados emergentes e dos maduros. Photo by Reuters (Handout)</p>