Possível acordo Microsoft-Yahoo geraria monopólio, diz Google

domingo, 3 de fevereiro de 2008 19:08 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google retaliou neste domingo a proposta de 44,6 bilhões de dólares da rival Microsoft pelo Yahoo, acusando a empresa de Bill Gates de tentar expandir seu monopólio de softwares mais profundamente dentro da Internet.

David Drummond, um vice-presidente-sênior do Google e chefe para assuntos legais, disse em um blog que a combinação de Microsoft e Yahoo pode minar a competição aberta que tem impulsionado mais de uma década de inovações na Internet.

A Microsoft não estava imediatamente disponível para comentários.

"Entre elas, as duas companhias operam os dois mais visitados portais na Internet", escreveu Drummond no blog googleblog.blogspot.com.

"Poderia uma combinação dos dois tomar vantagem de um monopólio de software para PC para injustamente limitar a capacidade de os consumidores livremente terem acesso a e-mail, IM, e serviços de web dos concorrentes", perguntou o executivo.

Drummond pediu que formuladores de política em todo o mundo desafiem a fusão.

Ao comentar o caso na sexta-feira, executivos da Microsoft disseram que o Google --não a Microsoft-- era a companhia a qual os regulares antitruste deveriam evitar que comprasse o Yahoo, com base no domínio do Google no sistema de buscas na web.

(Reportagem de Eric Auchard)