Nintendo apela para lado "sensível" em novo game da série Zelda

quinta-feira, 4 de outubro de 2007 14:54 BRT
 

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Nintendo retrabalhou uma de suas franquias de maior sucesso, "Zelda", e a desenhado para um público de jogadores mais amplo que o tradicional da série.

"The Legend of Zelda", que foi lançado pela primeira vez há 20 anos, tornou-se uma das linhas de jogos mais bem sucedidas da companhia e o novo titulo, "Legend of Zelda: The Phantom Hourglass", surge agora na plataforma portátil DS da Nintendo.

O game já ganhou boas críticas por conta de seus gráficos, história profunda e uso inovador da tela sensível a toques do console portátil, com a qual o jogador controla quase todos os aspectos da ação do jogo.

"É definitivamente o grande jogo de Nintendo DS para o fim de ano, um game que alcança a audiência tradicional e a nova audiência que eles buscam", disse Jeremy Parish, editor do site de games 1up.com.

Seqüência do jogo "Wind Waker" de 2002, o novo Zelda coloca o jogador novamente na pele do elfo Link, depois que ele vai parar numa misteriosa ilha por conta de um acidente no mar.

Em vez de usar os botões, o jogador controla os movimentos do personagem através da tela sensível ao toque, fazendo Link pular, correr, dar cambalhota ou agitar sua espada.

Essa jogabilidade é parte da estratégia da Nintendo de tornar os games mais acessíveis para assim ampliar sua audiência para além dos jogadores dispostos a passar horas a fio jogando.

"Acho que o que a Nintendo está fazendo com a série é se concentrar na jogabilidade, o que é essencial para se atingir uma audiência maior", diz Parish.   Continuação...

 
<p>Tela do jogo 'Legend of Zelda: The Phantom Hourglass', para o port&aacute;til Nintendo DS. A Nintendo retrabalhou uma de suas franquias de maior sucesso, 'Zelda', e a desenhado para um p&uacute;blico de jogadores mais amplo que o tradicional da s&eacute;rie. Photo by Reuters (Handout)</p>