October 23, 2007 / 2:09 AM / 10 years ago

Nintendo apela para lado "sensível" em novo game da série Zelda

3 Min, DE LEITURA

<p>Tela do jogo 'Legend of Zelda: The Phantom Hourglass', para o port&aacute;til Nintendo DS. A Nintendo retrabalhou uma de suas franquias de maior sucesso, 'Zelda', e a desenhado para um p&uacute;blico de jogadores mais amplo que o tradicional da s&eacute;rie. Photo by Reuters (Handout)</p>

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Nintendo retrabalhou uma de suas franquias de maior sucesso, "Zelda", e a desenhado para um público de jogadores mais amplo que o tradicional da série.

"The Legend of Zelda", que foi lançado pela primeira vez há 20 anos, tornou-se uma das linhas de jogos mais bem sucedidas da companhia e o novo titulo, "Legend of Zelda: The Phantom Hourglass", surge agora na plataforma portátil DS da Nintendo.

O game já ganhou boas críticas por conta de seus gráficos, história profunda e uso inovador da tela sensível a toques do console portátil, com a qual o jogador controla quase todos os aspectos da ação do jogo.

"É definitivamente o grande jogo de Nintendo DS para o fim de ano, um game que alcança a audiência tradicional e a nova audiência que eles buscam", disse Jeremy Parish, editor do site de games 1up.com.

Seqüência do jogo "Wind Waker" de 2002, o novo Zelda coloca o jogador novamente na pele do elfo Link, depois que ele vai parar numa misteriosa ilha por conta de um acidente no mar.

Em vez de usar os botões, o jogador controla os movimentos do personagem através da tela sensível ao toque, fazendo Link pular, correr, dar cambalhota ou agitar sua espada.

Essa jogabilidade é parte da estratégia da Nintendo de tornar os games mais acessíveis para assim ampliar sua audiência para além dos jogadores dispostos a passar horas a fio jogando.

"Acho que o que a Nintendo está fazendo com a série é se concentrar na jogabilidade, o que é essencial para se atingir uma audiência maior", diz Parish.

Segundo previsão da The simExchange, o jogo deve vender mais de 1 milhão de cópias nos primeiros dois meses de vendas.

Outro aguardado jogo que começa a ser vendido esta semana é "Enemy Territory: Quake Wars", para PC, um game rápido e com gráficos sofisticados que coloca frente a frente humanos e alienígenas em batalhas sangrentas.

A expectativa é que o jogo consiga vendas de 210 mil cópias este mês, nada mal para um videogame para PC cujo apelo é voltado para o público viciado em jogos de tiro.

Mas o game enfrentará em breve competição de outros títulos como "The Orange Box", uma coleção de jogos baseados em "Half-Life 2", e "Crysis", que tem gráficos super-realistas. Ambos os jogos são publicados pela Electronic Arts.

No lado dos consoles domésticos, os donos de Xbox 360 terão "Project Gotham Racing 4", que tem dezenas de carros esportivos correndo pelas ruas. Os críticos têm elogiado os efeitos de clima realistas do título e seus recursos gráficos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below