Chefe de tecnologia da Motorola deixa companhia após 23 anos

terça-feira, 4 de dezembro de 2007 10:12 BRST
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - A fabricante de celulares Motorola, que anunciou na semana passada que seu presidente-executivo, Ed Zander, deixará o cargo, informou no final da segunda-feira que a executiva responsável pela área de tecnologia do grupo, Padmasree Warrior, saiu da empresa para buscar outras oportunidades.

O chefe de estratégia da empresa, Rich Nottenburg, será responsável pela liderança tecnológica da Motorola, segundo a porta-voz Jennifer Erickson, que não informou se Warrior, 47, está deixando a companhia voluntariamente. A executiva trabalhava na Motorola há 23 anos.

A Motorola, que tem perdido mercado para rivais como Nokia e Samsung Electronics e sofreu dois prejuízos trimestrais este ano, tem sido criticada por não criar uma linha de produtos forte para seguir os celulares Razr, lançados no final de 2004.

Mais cedo neste ano, o vice-presidente financeiro da companhia e diretor dos negócios com celulares, deixou a empresa. O sucessor de Zander, o atual vice-presidente de operações, Greg Brown, assume a presidência-executiva da empresa em 1o de janeiro em meio à pressão do investidor Carl Icahn.

Segundo o analista Mark McKechnie, da American Technology Research e que trabalhou na Motorola na década de 1980, afirmou que a saída dos executivos não são surpresa diante das recentes dificuldades da Motorola.

"Sempre que você tem um novo presidente-executivo, sempre ocorre alguma mudança da guarda", disse o analista, acrescentando que ele tem conhecimento de vários engenheiros talentosos que deixaram a companhia recentemente.

Erickson afirmou que a Motorola começou a realinhar sua organização de tecnologia antes da saída de Warrior.