MySpace e rivais apresentam mecanismos de publicidade dirigida

segunda-feira, 5 de novembro de 2007 11:41 BRST
 

Por Michele Gershberg

NOVA YORK (Reuters) - Enquanto os investidores apostam no futuro das redes sociais, algumas das grandes empresas do setor devem revelar esta semana maneiras de encaminhar publicidade ao mais pessoal dos formatos de mídia.

O MySpace, maior site de redes sociais, vai divulgar na segunda-feira detalhes de como está criando audiências segmentadas, em sua base mundial de quase 110 milhões de usuários, por meio de um formato que a empresa denomina HyperTargeting.

O Facebook, um rival de menor porte que vem crescendo com mais rapidez, deve revelar na terça-feira sua estratégia para distribuir publicidade nas páginas pessoais criadas por mais de 48 milhões de usuários.

E a BuzzLogic, uma empresa de capital fechado que cria tecnologia para marketing, está abrindo a teste público seu sistema para combinar publicidade e discussões em blogs e fóruns de Internet.

A maior parte desses anúncios será feita durante a Ad Tech, uma conferência de marketing e tecnologia que está sendo realizada em Nova York esta semana, com a participação de dezenas de empresas que exibirão técnicas para transmitir mensagens comerciais a consumidores, os quais hoje dividem seu tempo entre número cada vez maior de veículos de mídia.

Mas a discussão sobre quem melhor poderia atingir as audiência online tem mais peso este ano, depois que pesos pesados como a Microsoft e o Google investiram mais de 10 bilhões de dólares em aquisições de companhias de publicidade online (no caso deste último ainda à espera de aprovação das autoridades regulatórias).

O MySpace anunciou que mais de 50 anunciantes aderiram ao seu programa HyperTargeting, que garimpa informações nas páginas pessoais dos membros da rede social a fim de determinar seus principais interesses e a que espécie de mensagem comercial eles melhor responderiam.

"Estamos observando o que eles [os usuários] dizem, o que eles fazem e o que eles dizem que fazem", disse Adam Bain, vice-presidente executivo de produtos e tecnologia na Fox Interactive Media, a subsidiária da News Corp., de Rupert Murdoch, que controla diretamente o MySpace.