Criadores do game Halo vão se separar da Microsoft

sexta-feira, 5 de outubro de 2007 16:05 BRT
 

Por Scott Hillis

SÃO FRANCISCO (Reuters) - A Microsoft disse nesta sexta-feira, que a Bungie, a jóia da coroa de sua unidade de videogame por trás do sucesso da série "Halo", vai se separar da companhia, abrindo a possibilidade de que ela possa desenvolver títulos para rivais da empresa.

A Microsoft afirmou que vai ter uma participação na nova companhia, que será chamada de Bungie LLC, e vai continuar a desenvolver títulos da franquia "Halo" e outros jogos.

"Agora que eles estão livres, podem criar outra coisa e se dedicar a todo o mercado", disse o analista da Wedbush Morgan Michael Pachter, acrescentando que espera que a Microsoft tenha uma janela de exclusividade para novos jogos da Bungie.

A Microsoft não revelou qualquer detalhe da separação, que acontece após dias de especulação levantadas por um blog de um leitor do site Seattle Post-Intelligencer, de que a Bungie iria se separar da matriz. É comum na indústria dos videogames, que movimenta 30 bilhões de dólares, que os desenvolvedores iniciantes ou equipes de pessoas deixem uma produtora de jogos para trabalhar em projetos novos e diferentes.

Frente à perda de talentos importantes, a Microsoft deixou claro que a separação foi amigável, disse Pachter.

"O que é incomum é o cordão umbilical, eles mantiveram uma ligação. A Microsoft sabia que perderia um grupo super talentoso de pessoas", disse Pachter. "Eles transformaram o que poderia ser uma grande perda em uma divisão de trabalho justa e administravel."

A Bungie disse que o Xbox 360 da Microsoft será seu "foco primário", embora os executivos tenham acrescentado que não têm planos imediatos de desenvolver jogos para o PlayStation 3 da Sony nem para o Wii, da Nintendo .

"O Xbox 360 nos deu muito sucesso, então, por enquanto, nossos olhos estão voltados para o Xbox 360", disse o porta-voz da Bungie, Brian Jarrard. "Não estamos em uma situação em que estamos saindo correndo para pegar um kit de desenvolvimento do Wii e do PS3".   Continuação...