Astronautas instalam novo laboratório espacial japonês

quinta-feira, 5 de junho de 2008 15:15 BRT
 

Por Irene Klotz

HOUSTON (Reuters) - Astronautas transportaram estantes do tamanho de geladeiras mas sem peso para o novo laboratório de pesquisas espaciais japonês Kibo nesta quinta-feira, enquanto outros dois tripulantes instalavam câmeras e outros equipamentos na parte externa da estação espacial internacional.

A operação, que começou pouco depois das 12h (horário de Brasília), é a segunda das três planejadas durante a visita do ônibus espacial Discovery para a realização de serviços e reparos na estação.

O ônibus espacial, que chegou na segunda-feira, carregava suprimentos e materiais, incluindo uma nova bomba para o vaso sanitário quebrado da estação.

O vaso estava funcionando bem, disse a diretora de vôo da estação espacial Emily Nelson nesta quinta-feira.

Kibo, um cilindro de 11 metros de comprimento do tamanho de um ônibus turístico, é o maior dos três laboratórios da estação. Pesando mais de 16 toneladas, ele foi lançado com a Discovery com apenas quatro de suas 23 prateleiras originais. Mais oito componentes já estão a bordo da estação, e chegaram em um compartimento de depósito lançado pela Nasa em março.

Flutuando livremente pelo espaçoso compartimento, astronautas lutaram para conseguir uma posição para fixar o volumoso equipamento.

Enquanto isso, os astronautas Michael Fossum e Ronald Garan deixaram a cabine da estação para começar mais de seis horas de trabalhos no exterior do novo laboratório.

Serão fixadas duas câmeras de televisão que serão usadas para guiar os braços robóticos do Kibo. O laboratório tem uma varanda, que será lançada no ano que vem, para abrigar experimentos científicos e telescópios no ambiente aberto do espaço.