Sprint avalia separar ou vender a divisão Nextel--WSJ

segunda-feira, 5 de maio de 2008 18:08 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Sprint Nextel avalia separar e até vender a unidade Nextel, que presta serviços de radiochamada, de acordo com o jornal Wall Street Journal, citando pessoas familiarizadas com a situação.

A reportagem afirma que Cyren Call, empresa criada pelo fundador da Nextel, Morgan O' Brien, tenta estabelecer um consórcio de investidores para comprar a divisão criada a partir da compra de licenças de radiochamada em 1994.

A Sprint também pode optar por separar a Nextel em uma companhia independente, diz a matéria, mas as fontes ouvidas pelo jornal norte-americano afirmaram que nenhum acordo estava fechado. As ações da Sprint subiram 10,5 por cento, para 8,72 dólares.

Na manhã desta segunda-feira, outros rumores cercaram a companhia ao anunciar que a Deutsche Telekom poderia fazer uma oferta pela Sprint, segundo o mesmo Wall Street Journal. A empresa, que utiliza o padrão CDMA de celular e o iDen da Motorola nos serviços de radiochamada, tem um projeto para implantar uma rede de banda larga sem fio pelo padrão WiMax, mas já adiou seu lançamento no início deste ano e os investidores têm dúvidas sobre sua capacidade de financiar a nova rede, avaliada em mais de 5 bilhões de dólares.

No final de 2007, a Sprint Nextel era a terceira maior dos Estados Unidos em número de clientes, atrás da AT&T e da Verizon, respectivamente.

(Por Anupreeta Das e Ritsuko Ando)