Spore criará novos mundos e negócios para Electronic Arts

sexta-feira, 5 de setembro de 2008 14:47 BRT
 

Por John Gaudiosi

RALEIGH, Estados Unidos (Reuters) - O videogame Spore, da Electronic Arts, oferece aos jogadores a chance de criarem novos mundos e talvez novas linhas de negócios para a produtora de jogos.

O título, que permite que os jogadores guiem a evolução de suas criaturas, é obra de Will Wright, o homem por trás da série de jogos The Sims. A franquia é baseada na criação de pessoas virtuais e se multiplicou em uma série de títulos correlatos e expansões que geraram vendas de mais de 100 milhões de unidades no mundo todo.

Billy Pidgeon, analista do setor de videogames da IDC, acredita que Spore será um sucesso global com chance de superar a franquia The Sims.

"Este título tem um potencial de bilhões de dólares", disse ele. O analista espera uma série de jogos correlatos e sites de fãs e produtos, como camisetas com imagens das criaturas desenvolvidas pelos jogadores, que devem impulsionar o valor do jogo.

Os jogadores aguardaram por cinco anos para porem as mãos em Spore, que deve ser finalmente lançado na América do Norte em 7 de setembro, depois de lançamentos na Europa e América do Sul. A EA investiu 50 milhões de dólares no desenvolvimento do título, segundo estimativa de Michael Pachter, analista de videogames da Wedbush Morgan Securities.

Pachter estima que a EA despache ao atacado 3 milhões de cópias de Spore arrecadando 120 milhões de dólares e espera que a companhia venda 2 milhões de unidades este ano. Com um ponto de equilíbrio na casa dos 1,7 milhão de unidades, a EA está posicionada para ter nas mãos uma nova franquia importante.

"Economicamente, este ano não será muito forte por conta do custo da produção, mas eles fizeram uma aposta grande de que este jogo resultará dividendos por anos", disse o analista.

DINHEIRO REAL NO MUNDO VIRTUAL   Continuação...