Seiko Epson suspende vendas de TVs de projeção traseira

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007 11:54 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Seiko Epson informou na quinta-feira que suspendeu a produção e vendas de aparelhos de televisão de projeção traseira, tornando-se a mais recente companhia a se distanciar de uma tecnologia que já foi considerada como uma promissora rival das TVs de plasma e cristal líquido (LCD).

A Seiko Epson vai dedicar recursos a aparelhos de projeção dianteira. A companhia ressaltou que não está deixando o segmento de TVs de projeção traseira e que vai continuar pesquisa e atividades de desenvolvimento desses produtos, informou um porta-voz.

A demanda por TVs de projeção traseira, que já dominaram o mercado de televisores com telas planas de grande formato, tem caído nos últimos anos depois que os fabricantes de modelos de plasma e LCD começaram a oferecer aparelhos mais baratos.

A Hitachi deixou o mercado de projeção traseira na América do Norte este ano e a Sony cortou em outubro meta de vendas de aparelhos com essa tecnologia no ano até março em 43 por cento, para 400 mil unidades.

A Seiko Epson informou anteriormente que planejava vender cerca de 11 mil unidades de TVs de projeção traseira em 2004, primeiro ano de operações da companhia com esses produtos. . Números atuais não foram fornecidos.