Câmera furtada envia fotos de ladrões pela Internet

sexta-feira, 6 de junho de 2008 12:00 BRT
 

Por Franklin Paul

NOVA YORK (Reuters) - Alison DeLauzon pensou que as fotos e vídeos de seu pequeno filho estavam perdidos para sempre quando ficou sem sua câmera digital durante um passeio de férias na Flórida, Estados Unidos. Então, uma coisa engraçada aconteceu: sua câmera "ligou para casa".

Equipada com um cartão de memória especial com capacidade de acesso sem fio à Internet, a câmera de DeLauzon não somente enviou as fotos do feriado automaticamente para seu computador, como também mandou as fotos da pessoa que pegou sua bolsa depois que ela a esqueceu por acidente num restaurante.

"Eu abri o gerenciador Eye-Fi no computador e havia fotos dos homens que roubaram nossa câmera", afirmou DeLazon, que nasceu em Nova York. "Não é somente a foto do homem que roubou nossa câmera... mas o sujeito tirou uma foto de seu cúmplice segurando nossa outra câmera".

DeLauzon recebeu o Eye-Fi, um cartão de memória SD de 2 gigabytes, como presente para sua câmera da Canon .

Custando cerca de 100 dólares, o cartão automaticamente carrega as fotos para o computador de sua casa ou serviço de compartilhamento de fotos assim que o usuário se conectar a uma rede sem fio familiar.

Por sorte, os ladrões passaram por uma rede não segura, cujas configurações eram compatíveis com o sistema de DeLauzon, e o Eye-Fi automaticamente enviou as fotos: primeiro as fotos do bebê, depois as dos ladrões.

A história dela reflete a ascensão da tecnologia presente nos equipamentos eletrônicos para protegerem a si mesmos ou os dados pessoais que os consumidores guardam neles.

As câmeras digitais estão provavelmente entre os objetos mais visados por criminosos.

DeLauzon não quis prestar queixas contra as pessoas que pegaram sua câmera: ambos eram funcionários do restaurante onde ela jantou e acidentalmente esqueceu o equipamento. Os dois foram demitidos pelo incidente.