Abinee eleva projeção de vendas de PCs para o Brasil este ano

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 15:27 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e a consultoria IT Data revisaram para cima a expectativa de venda de microcomputadores no Brasil este ano, diante do aquecimento na venda de notebooks.

A previsão inicial, anunciada no começo do ano, era de que o país comercializasse 11,7 milhões de PCs em 2008, equivalente a uma alta de 17 por cento sobre as vendas de 9,98 milhões em 2007.

Os números apresentados ao longo deste primeiro semestre, entretanto, fizeram que a entidade, que contrata a pesquisa da IT Data para acompanhar o segmento, elevasse nesta quarta-feira a projeção para 13 milhões, uma alta de 30 por cento sobre o ano passado.

O estudo aponta que os computadores de mesa (desktops) terão retração de 6 por cento nas vendas em volume em todo o ano, para 7,5 milhões de unidades.

Já as vendas de portáteis, que seguem conquistando a preferência do consumidor, saltarão 185 por cento, na estimativa da IT Data, para 5,5 milhões de unidades no ano.

Nesse ritmo, a Abinee acredita que em 2009 o Brasil vai vender mais notebooks que desktops.

Segundo a pesquisa, no segundo trimestre do ano o Brasil vendeu 3,174 milhões de PCs, entre desktops e notebooks, com crescimento de 36 por cento sobre igual período do ano passado.

Do volume vendido, 1,09 milhão foram notebooks, cujas vendas saltaram 200 por cento sobre o segundo trimestre de 2007, quando foram vendidos 365 mil portáteis.

Já as vendas de desktops no trimestre alcançaram 2,07 milhões, montante 5 por cento superior ao de mesmo trimestre do ano passado.

Caso as previsões da IT Data se confirmem e as vendas de PCs alcancem 13 milhões em 2008, o Brasil terá mais que dobrado as vendas anuais em três anos, já que em 2005 o volume vendido foi de 5,635 milhões de unidades.

(Por Taís Fuoco)