Mercados emergentes devem impulsionar lucro da Nokia no 1o tri

segunda-feira, 7 de abril de 2008 16:09 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A Nokia deve divulgar um aumento de 46 por cento no lucro por ação do primeiro trimestre, puxado por uma forte demanda por celulares em mercados emergentes que contrabalança o movimento mais lento de vendas de celulares mais caros na Europa.

A maior fabricante de celulares do mundo continua se beneficiando de sua posição dominante nos mercados emergentes e na produção de aparelhos baratos, mostra pesquisa da Reuters com 32 analistas, publicada nesta segunda-feira.

O lucro da companhia deve passar de 0,26 euro obtido um ano antes para 0,38 euro no primeiro trimestre, segundo a média de previsões dos analistas.

As ações da Nokia despencaram 17 por cento em março depois que alertas da Texas Instruments e da Sony Ericsson criaram temores de que a redução no ritmo econômicop global pode começar a ser sentida na indústria de celulares.

A pesquisa mostra que consumidores em mercados emergentes estão comprando seu primeiro celular ou trocando modelos antigos por mais novos o que deve incentivar o volume total de vendas da indústria a crescer cerca de 10 por cento no trimestre na comparação com o mesmo período de 2007, para 284 milhões de unidades.

Isso significa uma queda de 15 por cento sobre as vendas do movimentado quarto trimestre.

"Parece que a sazonalidade do primeiro trimestre será bem normal. A grande questão em aberto são as vendas de modelos mais caros na Europa", disse Hannu Rauhala, do Pohjola Bank.

As vendas de celulares em volume nos mercados emergentes superou o total comercializado em mercados desenvolvidos em 2005 e no ano passado 63 por cento dos telefones foram vendidos em mercados emergentes, de acordo com a Strategy Analitics.   Continuação...