Lucro trimestral da Lenovo sobe 65%, mas ritmo é menor em 1 ano

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 15:05 BRT
 

HONG KONG (Reuters) - A Lenovo, quarta maior fabricante mundial de computadores pessoais, divulgou nesta quinta-feira aumento de 65 por cento no lucro líquido do primeiro trimestre, o ritmo mais lento em um ano, à medida que enfrenta o desaquecimento da economia norte-americana e fraca demanda chinesa depois um terremoto devastador.

Mas analistas ainda afirmaram que a Lenovo, que compete com a Hewlett-Packard, Dell e Acer, deve se sair melhor no longo prazo por conta de sua fatia de mercado na China e nos países emergentes.

A maior fabricantes de computadores da China apresentou um lucro líquido de 110,49 milhões de dólares para os três meses findos em junho, contra 66,84 milhões de dólares um ano antes.

O resultado veio em linha com as expectativas do mercado, que era de lucro de 107,47 milhões de dólares, segundo mediana obtida em pesquisa feita pela Reuters.

A Lenovo deteve 7,9 por cento do mercado mundial de PCs no trimestre, ligeiramente abaixo dos 8 por cento vistos no ano anterior, segundo a consultoria IDC, a primeira vez em seis trimestres que a empresa perde fatia de mercado numa comparação anual.

Analistas atribuíram a ligeira queda nas vendas de PCs em maio e junho ao terremoto que devastou o sudoeste da China. A região responde por 5 por cento das vendas chinesas da Lenovo. (Reportagem de Judy Hua)