TIM se diz preparada para aumento da concorrência em SP

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 16:45 BRT
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - A TIM, segunda maior operadora de celular do país em número de clientes, disse estar preparada para o aumento da concorrência em São Paulo, Estado que ganha duas novas operadoras neste segundo semestre: a Oi e a "aeiou", antiga Unicel.

Segundo o presidente da TIM, Mario Cesar Pereira de Araujo, em teleconferência com jornalistas, a companhia "está preparada para a ameaça da 'aeiou' há mais de seis meses".

Segundo ele, a TIM foi a terceira operadora a entrar no mercado paulista e conquistou uma participação que hoje é de "mais de 25 por cento no Estado", ressaltou.

"Nossos clientes não vão sair da nossa base para ir para a Oi ou para a aeiou", disse acreditar o presidente da TIM.

Em relação à Oi, Araujo opinou que ela "terá de mudar de estratégia, já que será a primeira vez em que ela vai trabalhar sem a telefonia fixa", situação diferente do que a Oi tem nos demais 16 estados em que atua.

De qualquer forma, o executivo defende que, com o aumento da concorrência, "o cliente sempre vai ganhar". Ele prometeu que a TIM vai melhorar o nível dos serviços "e ganhar todos os clientes que a aeiou pensa que vai ganhar".

A empresa informou que não pretende aumentar o nível de agressividade do setor, mas também não está disposta a perder fatia de mercado.

Em junho, por exemplo, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a TIM detinha 25,4 por cento dos clientes de celular do país, mas a Claro, terceira colocada, tinha menos de um ponto percentual de diferença: 24,87 por cento.

(Edição de Vanessa Stelzer)