Sem mão-de-obra, Noruega busca robôs para cuidar de idosos

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 14:26 BRST
 

Por Aasa Christine Stoltz

OSLO (Reuters) - Robôs domésticos podem ajudar profissionais humanos a cuidarem do crescente número de noruegueses idosos nos próximos anos, permitindo que vivam mais tempo e mais confortavelmente em suas casas, disse um líder do projeto à Reuters nesta quinta-feira.

A Noruega enfrentará uma crescente escassez de pessoas especializas em saúde nos próximos 5 a 10 anos, e 2020 será um ponto no qual grande parte da geração pós-Segunda Guerra deixará a força de trabalho.

Dois grupos da área se uniram para ver como robôs e outros dispositivos de alta tecnologia podem ser desenvolvidos para ajudar nos cuidados de idosos.

"A tecnologia contribuirá para resolver parte do desafio com funcionários no setor de saúde", disse à Reuters Olav Ulleren, chefe de um grupo que representa municípios noruegueses. "Isso pode também ajudar pessoas a viverem mais tempo em suas próprias casas".

Ulleren afirmou que robôs e outros aparelhos podem ajudar a fazer trabalhos domésticos, como lavar roupas e pratos e limpar o chão.

Equipamentos que ajudam pessoas a cuidarem da própria saúde, como por exemplo aparelhos de testes diários ou de vigilância médica, podem fazer parte do projeto, acrescentou.

Segundo os grupos, usuários de cadeiras de rodas também se beneficiarão.

Ulleren relatou que o objetivo da nova tecnologia não é substituir os cuidados humanos, mas fornecer ajuda extra em situações nas quais profissionais de saúde não estão disponíveis.

Entretanto, ainda é muito cedo para dizer quando os primeiros robôs começarão as novas tarefas com idosos noruegueses, disseram os dois grupos.

Apesar da grande chegada de trabalhadores imigrantes, a população de 4,6 milhões da Noruega enfrenta falta de mão-de-obra especializada, por conta de um crescimento econômico impulsionado pelo alto preços de suas exportações de gás e petróleo.