8 de Fevereiro de 2008 / às 12:11 / 10 anos atrás

Indústria de games ganha mercado virtual que prevê seu futuro

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - Os mercados de títulos futuros virtuais vêm sendo usados para prever resultados de eleições, jogos de futebol e até mesmo a captura de Osama bin Laden. Brian Shiau criou um deles para prever vendas de videogames.

Shiau, 25, é aluno de pós-graduação em Economia na Princeton University e criou o simExchange para a negociação de títulos virtuais cujas avaliações estão vinculadas às vendas ou críticas recebidas por um videogame.

“Acredito firmemente que o mercado é a melhor maneira de agregar informação. Devido à lei de oferta e procura e à busca de lucros, ele propicia uma melhor maneira de avaliar preços do que qualquer outro método de formação de valores”, afirmou.

Inspirado por “The Wisdom of Crowds” (“A Sabedoria das Multidões”), livro de James Surowiecki, a simExchange foi lançada em novembro de 2006 e tem hoje 8,6 mil participantes registrados.

O mercado pode ser pequeno, mas cresceu em mais de 30 por cento nos últimos três meses. Além disso, o “mercado futuro” está ganhando lentamente reputação como fonte de dados interessantes para um setor que está se tornando cada vez mais difícil de prever.

Não só o setor está passando por um surto de crescimento --alta de vendas de 43 por cento nos Estados Unidos, no ano passado, para 18 bilhões de dólares-- como o sucesso do Nintendo Wii e de jogos como “Guitar Hero” apanhou muita gente de surpresa e demonstra até que ponto os videogames se tornaram produtos de massa.

A simExchange atraiu a atenção das pessoas em agosto do ano passado ao prever corretamente o sucesso inesperado do game “BioShock”, da Take-Two.

Pelo menos um importante analista do setor, Michael Pachter, da Wedbush Morgan, menciona dados da simExchange em suas previsões mensais de vendas, e importantes veículos de mídia já se referiram às previsões do site criado por Shiau, que funciona ininterruptamente.

Shiau contratou um analista, Jesse Dvinich, para ajudar a interpretar os dados de sua bolsa de títulos futuros e oferecer comentários. Ele não hesita em apontar que a organização não é infalível.

“A idéia da sabedoria das multidões não é um portal para o futuro, uma máquina do tempo, mas sim fornecer uma resposta média superior àquela que uma pessoa isolada poderia fornecer”, disse.

Funciona assim: Quando o usuário se registra no site, em www.thesimexchange.com, ele recebe 1 milhão de unidades de uma moeda virtual chamada DKP. O usuário pode usar seus DKPs para negociar uma série de contratos futuros, como vendas mensais de um videogame específico.

Por exemplo, o game “Super Smash Bros Brawl”, da Nintendo, que deve ser lançado nos EUA no próximo mês. O contrato de março de “Smash Bros” estava cotado na noite de quarta-feira em 185,52 DKPs, o que significa que o aguardado título deve vender mais de 1,85 milhão de cópias em março.

Você acha que o barulho em torno do jogo está além da realidade? Ofereça um preço menor. Tem certeza que o game será um sucesso? Proponha um valor maior.

O contrato paga 1 DKP por 10 mil cópias vendidas e vence quando a empresa de pesquisa de mercado NPD divulgar seu relatório com números de vendas de videogames relativos a março. Se você comprou 100 ações a 185 DKPs e o game vender 2 milhões de cópias, parabéns, você teve um lucro de 1.500 DKPs.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below