Google expande busca histórica em jornais antigos

segunda-feira, 8 de setembro de 2008 16:04 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O Google ampliou os esforços para digitalizar dezenas de jornais históricos e tornar imagens originais dessas publicações disponíveis na Internet, informou a empresa nesta segunda-feira.

Em um blog da companhia do Vale do Silício, o Google informa que quer tornar os jornais antigos disponíveis de forma online através de parcerias com as editoras responsáveis pelas publicações para digitalizar milhões de páginas de arquivos de notícias.

O esforço envolve os arquivos de vários títulos de jornais e amplia o empenho de dois anos do Google em trabalhar com os dois maiores jornais norte-americanos -- o New York Times e o Washington Post -- para indexar antigas notícias no Google News Archive.

"Não apenas será possível encontrar essas notícias, mas também visualizá-las exatamente da forma como elas foram publicadas na época, com fotogramas, títulos, artigos, anúncios e tudo", disse Punit Soni, gerente de produto do Google no blog.

O trabalho envolve desde o Pittsburgh Post-Gazette ao Quebec Chronicle-Telegraph, que foi publicado por 244 anos, tornando-se o mais antigo jornal da América do Norte.

Os primeiros parceiros da iniciativa de digitalização do Google são dos Estados Unidos e Canadá, segundo o porta-voz.

"O objetivo não é diferente do Google Book Search", disse o porta-voz Gabriel Stricker, referindo-se ao esforço da companhia de trabalhar com as maiores bibliotecas ao redor do mundo e digitalizar os livros mais antigos, já fora de circulação.