Google reduz tempo de guarda de dados pessoais de seus usuários

terça-feira, 9 de setembro de 2008 09:03 BRT
 

MOUNTAIN VIEW, Estados Unidos (Reuters) - O Google reduziu pela metade o tempo que mantém armazenado dados pessoais sobre os hábitos de navegação online de seus usuários, uma medida que visa melhorar a política de privacidade da companhia, afirmou um representante da empresa.

O Google costuma armazenar os dados por 18 meses, mas reduziu esse período para 9 meses.

Nicole Wong, vice-conselheira legal do Google, disse durante um encontro da indústria com especialistas em privacidade nos escritórios da Microsoft no Vale do Silício que sua empresa planeja "tornar anônimos" os endereços dos computadores de seus usuário mais rapidamente.

"Estamos reduzindo significativamente nossa política de retenção de 18 meses visando receios regulatórios e para tomar outro passo para melhorar a privacidade de nossos usuários", afirmaram representantes do Google em mensagem publicada na noite de segunda-feira.

Peter Cullen, estrategista-chefe de privacidade da Microsoft, afirmou que a medida do Google é uma resposta às pressões dos órgãos reguladores europeus e rivais da indústria.

Segundo Cullen, que participava dos painéis de discussões com Wong, até há um ano e meio o Google mantinha informações pessoais identificáveis sobre seus usuários nos computadores da empresa por tempo indeterminado.

O Google adotou uma política de privacidade de 18 meses somente depois de pressões da União Européia, disse Cullen.