Lenovo Group está cauteloso quanto a consumidores nos EUA

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008 12:15 BRST
 

Por Eric Auchard

LAS VEGAS (Reuters) - O Lenovo Group está distante da exposição direta a novos problemas no setor de consumo norte-americano, já que apenas começou a introduzir sua primeira linha de computadores voltados ao consumidor dos Estados Unidos, afirmou o presidente do conselho da empresa na terça-feira.

Mas Yuanqing Yang foi cauteloso durante entrevista na Consumer Electronics Show, em Las Vegas, dizendo que a economia chinesa se tornou pesadamente dependente da demanda nos Estados Unidos e que isso poderia prejudicar o Lenovo no futuro.

"A China depende das exportações. Acredito que se a economia norte-americana tiver problemas, a da China sofrerá impacto", afirmou Yang.

As ações do Lenovo caíram em 11,9 por cento, para 5,78 dólares de Hong Kong, na quarta-feira, o que reduziu o valor de mercado do grupo em mais de 800 milhões de dólares. Os operadores mencionaram os temores de recessão nos Estados Unidos como causa da ampla onda de vendas na Ásia.

Na semana passada, o Lenovo, maior fabricante de computadores pessoais da China, levou adiante seus muito aguardados projetos de expansão internacional, introduzindo uma nova linha de computadores voltados a consumidores em uma dúzia de países, entre os quais EUA, França e Austrália.

Ao adquirir a divisão de computadores pessoais da IBM, três anos atrás, o Lenovo se tornou uma das três maiores fornecedoras de computadores para empresas, com destaque especial para sua linha de laptops ThinkPad.

Yang disse que o principal ímpeto de expansão do Lenovo se dirigirá aos mercados emergentes, entre os quais Rússia, Brasil, África do Sul e Sudeste Asiático.

"Pretendemos nos concentrar nos mercados emergentes, porque oferecem crescimento mais rápido do que os mercados maduros. Além disso, como empresa chinesa, temos mais experiência em mercados emergentes", ele declarou.

O Lenovo planeja aproveitar um modelo de negócios de baixo custo que fez dele o produtor dominante de computadores pessoais na China e o conduziu ao segundo posto no mercado da índia em apenas 18 meses.