Varejistas vêm mais guerra pelo formato de DVD de alta definição

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008 17:04 BRST
 

Por Nicole Maestri

LAS VEGAS (Reuters) - A guerra pelo formato de DVD em alta definição ainda não foi vencida, pelo menos não na cabeça dos varejistas.

Na semana passada, o estúdio Warner Bros, da Time Warner, afirmou que lançaria de forma exclusiva os DVDs em alta definição do formato Blu-ray em vez da tecnologia HD DVD da Toshiba .

Apesar de o anúncio ser visto como um toque na balança em favor do formato Blu-ray, os varejistas no Consumer Eletronics Show em Las Vegas nesta semana não viram isso como um sinal definitivo de um vencedor claro.

"Eu não acho que estamos em uma posição de sair e declarar um vencedor", afirmou Steve Eastman, vice-presidente de eletrônicos para consumo da Target, em entrevista.

Até que haja dois padrões competidores, os consumidores ficarão longe, acrescentou ele. "Até que isso se resolva completamente, eu acho que vamos continuar a ver os consumidores esperando", disse Eastman.

Essa é uma má notícia para desenvolvimento de uma indústria multibilionária. As vendas de DVDs nos EUA, cruciais para os lucros dos estúdios de Hollywood, caíram 4,8 por cento, para 15,7 bilhões de dólares em 2007. Essa foi a primeira queda significativa desde o lançamento do formato, de acordo com cálculos preliminares da Adams Media.

"Seria uma esperança de que até o próximo Natal haja uma escolha mais clara para o cliente, em vez dessa batalha que vai para a frente e para trás", disse Gary Severson, vice-presidente sênior para eletrônicos nas lojas norte-americanas do Wal-Mart . "Não sei se isso vai acontecer ou não."

Os DVDs de alta definição, com melhores imagens e mais capacidade, devem ajudar a reanimar a decrescente indústria em todo o mundo, que hoje vale 24 bilhões de dólares.