Amazon.com venderá músicas da Sony BMG sem proteção anti-cópia

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008 08:46 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A varejista online Amazon.com venderá em sua loja virtual canções da Sony BMG Music sem usar tecnologia de proteção anti-cópia, conhecida também como gerenciamento de direitos digitais (DRM).

Segundo a Amazon.com, o acordo faz dela a primeira varejista a oferecer canções sem DRM em formato MP3 de todas as quatro maiores gravadoras do mundo. Arquivos de música no formato MP3 podem ser reproduzidos numa ampla gama de players digitais, incluindo o iPod, da Apple, e o Zune, da Microsoft.

A Sony BMG, segunda maior gravadora do mundo, tem contrato com artistas como Beyonce, Britney Spears e Celine Dion.

No início da semana, a Sony BMG se tornou a última das grandes gravadores a começar a venda de músicas digitais sem proteção anti-cópia através de seu novo serviço MusicPass.

A indústria fonográfica reportou uma queda de 15 por cento em vendas de CDs nos Estados Unidos em 2007. O aumento nas vendas de conteúdo digital não compensou a queda na venda de CDs, forçando os executivos do setor a adotar novos modelos de negócios para impulsionar as vendas.

Uma das questões para a indústria em 2007 era se a retirada de proteção anti-cópia das músicas ajudaria na venda de canções digitais.

As músicas vendidas com essa proteção não podiam ser reproduzidas em alguns computadores ou players portáteis.

Originalmente as gravadoras pediram aos varejistas que usassem proteção anti-cópia para evitar que os consumidores fizessem várias cópias ou que compartilhassem seus arquivos com colegas gratuitamente.

A EMI, quarta maior gravadora do mundo em fatia de mercado, foi a primeira gigante do setor a retirar esse tipo de proteção do seu catálogo digital de canções, em abril. A medida logo foi adotada também por Universal Music e Warner Music . (Por Yinka Adegoke)