Geórgia diz que hackers russos bloquearam sites do governo

segunda-feira, 11 de agosto de 2008 14:42 BRT
 

PARIS (Reuters) - A Geórgia acusou a Rússia nesta segunda-feira de usar hackers para promover uma "guerra virtual" contra sites do governo georgiano, ao mesmo tempo que mantém uma ofensiva militar.

"Uma campanha de guerra virtual feita pela Rússia está prejudicando seriamente muitos sites da Geórgia, incluindo a página do Ministério das Relações Exteriores", informou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Às 10h30 (horário de Brasília), tentativas de acesso ao site do ministério resultavam em uma mensagem de erro, mas o comunicado do órgão estava disponível no endereço georgiamfa.blogspot.com.

A porta-voz do ministério, Nato Chikovani, disse à Reuters por telefone: "Muitos sites do governo saíram do ar desde o começo dos ataques hackers na sexta-feira".

Em Moscou, um porta-voz do Kremlin negou a acusação e disse que sites russos sofreram ataques similares.

"Ao contrário, inúmeros sites pertencentes à mídia russa e organizações oficiais foram vítimas de ataques combinados de hackers", disse o porta-voz russo.

Tropas russas retiraram forças da Geórgia de parte da região de conflito da Ossétia do Sul no domingo, dias depois de Tbilisi iniciar um ataque para dominar separatistas daquele território georgiano.

Uma guerra de informações surgiu desde que a guerra começou, com acusações e reivindicações sendo feitas e negadas por ambos os lados a respeito da morte de civis na Ossétia do Sul.

A Rússia mandou tropas e veículos blindados para a região em conflito após acusar a Geórgia de matar milhares de civis. A maioria da população da Ossétia do Sul possui passaporte russo.   Continuação...