Compras online sobem 40% no Brasil em 2007 e atingem R$6,2 bi

terça-feira, 11 de março de 2008 14:01 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As compras feitas no varejo online do Brasil somaram 6,2 bilhões de reais em 2007, um crescimento de 40 por cento em relação ao ano anterior, impulsionadas por aumento do número de internautas e condições facilitadas de pagamento, afirma relatório da empresa de pesquisa e-bit.

A projeção da companhia é que o comércio eletrônico movimente cerca de 3,8 bilhões de reais no primeiro semestre deste ano, 45 por cento acima dos 2,6 bilhões de reais registrados no mesmo período do ano passado.

"Até o final do primeiro semestre, espera-se que o número de pessoas comprando pela rede suba para 10,5 milhões, especialmente por causa do público feminino, que já representa quase 50 por cento dos consumidores virtuais", informou a e-bit em comunicado à imprensa.

Ao todo, 9,5 milhões de internautas fizeram compras online pelo menos uma vez em 2007. O número de pedidos somou 20,4 milhões, 5,6 milhões a mais em comparação com o verificado em 2006, informou a e-bit.

"A possibilidade de parcelamento sem juros e condições de pagamento facilitadas e o aumento do número de internautas foram os grandes impulsionadores para que o volume de pedidos chegasse a 20,4 milhões", afirma a empresa em relatório.

De acordo com dados da empresa de pesquisa Ibope//NetRatings, a base de internautas do país somava 39 milhões de pessoas acima de 16 anos até o final do terceiro trimestre de 2007, acima dos 32,2 milhões de 2006. Enquanto isso, o número de internautas residenciais ativos aumentou 50 por cento no ano passado, para 21,1 milhões.

A e-bit informou que a categoria "Livros e Assinaturas de Revistas e Jornais" foi a preferida dos internautas na hora de realizar um compra pela Web. Em segundo lugar ficou "Informática", seguido por "Eletrônicos" e "Saúde e Beleza".

(Por Rodolfo Barbosa)