Justiça manda soltar ex-executivo da Cisco para América Latina

terça-feira, 11 de dezembro de 2007 19:31 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Justiça Federal de São Paulo anunciou nesta terça-feira que determinou a libertação de nove suspeitos na participação de esquema fraudulento de importação, que teria a norte-americana Cisco como principal beneficiada. Entre os libertados está o ex-vice-presidente da empresa para América Latina, Carlos Carnevali.

Carnevali, afastado da Cisco em novembro por "falhas" encontradas em seu cumprimento do Código de Conduta da empresa, foi preso em outubro junto a outros executivos da empresa no âmbito da Operação Persona da Polícia Federal, que desmantelou, em conjunto com a Receita Federal, o esquema.

Na ocasião, o presidente da Cisco no Brasil, Pedro Ripper, também foi detido. Ele foi libertado cinco dias depois.

Segundo a Receita Federal, desde 2002 pelo menos 500 milhões de dólares em equipamentos para redes corporativas foram importados com subfaturamento e sonegação de impostos.

Os tributos sonegados, somados às multas e juros incidentes, chegariam a 1,5 bilhão de reais, segundo a Receita.