NXP cortará 4.500 empregos; reestruturação custará US$800 mi

sexta-feira, 12 de setembro de 2008 15:15 BRT
 

Por Niclas Mika

AMSTERDÃ (Reuters) - A fabricante holandesa de chips NXP [NXP.UL] fará reduções significativas em manufatura, pesquisa e desenvolvimento, o que poderá resultar em cortes de 4.500 vagas, ou 15 por cento de sua força de trabalho.

A empresa afirmou nesta sexta-feira que precisa se adaptar a economias em desaceleração, a um dólar fraco e ao menor tamanho da companhia após ter vendido sua divisão de tecnologias sem fio.

A reestruração custará 800 milhões de dólares e resultará em uma economia anual de 550 milhões de dólares a partir de 2010, informou a NXP.

"Se eles conseguirem administrar essa economia de custos, e se eles conseguirem retê-la e não tiverem de passar isso para consumidores via preços mais baixos, essa é uma quantia substancial de lucro adicional", disse o analista da Moody, Wolfgang Draack.

A NXP informou que fará o máximo para auxiliar os empregados a encontrar novos trabalhos dentro da companhia, mas cortes de redundâncias serão inevitáveis. Sindicatos consideraram que praticamente todos os empregos ameaçados serão perdidos.

O sindicato holandês FNV Bondgenoten informou estar chocado. "Nós sabíamos que a reorganização seria em escala significativa, mas 4.500 é algo enorme", informou.

A NXP irá tentar vender sua fábrica em Caen, na França, desativar sua unidade em FishKill, em Nova York, e fechar partes de suas instalações na cidade holandesa de Nijmegen e em Hamburgo, na Alemanha. Cerca de 1.300 empregos podem ser perdidos somente na Holanda.