"Botmaster" admite ter infectado 250 mil computadores

segunda-feira, 12 de novembro de 2007 12:42 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Um homem de Los Angeles conhecido como "Botmaster" admitiu no final da semana ter infectado 250 mil computadores e roubado dados pessoais de milhares de pessoas ao interceptar comunicações e acessar contas bancárias.

John Schiefer, 26, admitiu culpa em quatro acusações de fraude e espionagem que podem gerar uma multa de 1,75 milhão de dólares e mandá-lo para a prisão por até 60 anos, informou a Promotoria de Los Angeles.

Promotores disseram que Schiefer e um número não especificado de cúmplices instalaram programas malignos que funcionavam como escuta em computadores infectados. Os programas intereceptavam mensagens enviadas para sites como Paypal, de pagamentos online, e semelhantes.

Ele interceptou nomes de contas e senhas e os usou para acessar um número desconhecido de contas bancárias. Promotores informaram que ainda investigam quanto dinheiro foi roubado e qual o número total de vítimas.

As autoridades informaram que Schiefer trabalhava como consultor de segurança de informação, mas era conhecido como "Botmaster" entre a comunidade hacker.

Um "bot" é um programa que secretamente se instala em um computador permitindo que um invasor possa controlá-lo. Uma rede bots é formada por uma série de computadores infectados que podem ser usados em conjunto para causar estragos.

Em outro esquema, Schiefer instalou programas em computadores equipados com o sistema operacional Windows, fazendo com que eles salvassem nomes de contas e senhas em uma área segura que permitia a ele acessar as contas correntes das vítimas.

Schiefer também admitiu fraude contra a companhia holandesa de publicidade online Simpel Internet, que o contratou como consultor. Ele instalou seu programa de espionagem em aproximadamente 150 mil computadores da companhia.