GVT compra Geodex e adiciona rede de 11 mil quilômetros

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 20:11 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de serviços de telecomunicações GVT anunciou nesta quinta-feira a compra da Geodex, dona de 11 mil quilômetros de fibra óptica do Sul ao Nordeste, em uma transação de 108,3 milhões de reais.

A GVT pagou 74,6 milhões de reais pelo controle acionário da Geodex e outros cerca de 33,7 milhões de reais pelo pagamento de obrigações contraídas pela empresa adquirida, de acordo com fato relevante. O dinheiro saiu do caixa da empresa, que levantou recursos com oferta pública inicial de ações.

"Esta aquisição não vai afetar as capacidades da empresa de financiar o crescimento ou compras adicionais", afirmou o presidente da GVT, Amos Genish.

A infra-estrutura da Geodex passa por cidades como Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis e Belo Horizonte, além de outras onde a GVT ainda não oferece serviços residenciais como São Paulo, Campinas, São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza.

Segundo o presidente da GVT, a Geodex era um dos únicos ativos disponíveis no Brasil com cobertura nacional e atuação independente.

Com a aquisição da Geodex, a expectativa é que as despesas operacionais da GVT sejam reduzidas porque a operadora poderá deixar de pagar pelo uso da rede de terceiros nos trechos de presença das fibras ópticas da Geodex.

Com a rede da Geodex, a GVT espera economia em despesas de aluguel de backbone de terceiros de cerca de 12 milhões de reais por ano, considerando o tráfego atual.

(Reportagem de Cesar Bianconi)