Yahoo rejeita proposta conjunta de acionista com Microsoft

domingo, 13 de julho de 2008 12:14 BRT
 

Por Anupreeta Das e Tiffany Wu

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Yahoo rejeitou no final do sábado uma proposta de vender suas operações de busca na Internet para a Microsoft e entrega do restante da companhia para o investidor Carl Icahn.

O Yahoo informou em comunicado que recebeu uma proposta conjunta da Microsoft e de Icahn na noite de sexta-feira e que teve prazo de menos de 24 horas para aceitá-la. A empresa informou que a Microsoft e Icahn deixaram claro que não tinham interesse em negociar os termos mais importantes da oferta, que incluíam a troca do conselho de administração do Yahoo e a remoção de seus principais executivos.

"Esta aliança estranha e oportunista da Microsoft com Carl Icahn representa tudo menos os interesses que os acionistas do Yahoo têm em mente", disse o presidente do conselho do Yahoo, Roy Bostock, em comunicado.

"Claramente, a Microsoft, tendo fracassado ao tentar avançar em busca, está se alinhando com os objetivos de curto prazo do senhor Icahn para coagir o Yahoo a vender seus ativos estratégicos de busca sob termos altamente vantajosos para a Microsoft, mas desvantajosos para os acionistas do Yahoo", disse Bostock.

A decisão aconteceu semanas antes da reunião anual do Yahoo, marcada para 1o de agosto, quando Icahn tentará afastar o presidente-executivo da empresa, Jerry Yang, e substituir o conselho de nove membros por diretores indicados por ele. Icahn controla quase cinco por cento das ações do Yahoo.

A Microsoft, que há seis meses está envolvida em negociações sobre o Yahoo, tem afirmado que não tem mais interesse em discutir com a equipe de Yang, mas que tem desejo de retomar as conversas se uma nova administração for eleita em 1o de agosto.

O Yahoo não detalhou os retornos financeiros da nova proposta da Microsoft e de Icahn, afirmando apenas que ela representou uma melhora sobre a oferta feita pela gigante do software em junho. Porém, a nova oferta ainda tem menos valor financeiro e mais risco que o atual acordo publicitário da empresa com o Google .

O Yahoo assinou um acordo com o Google em junho e informou na ocasião que esperava gerar de 250 milhões a 450 milhões de dólares em fluxo de caixa adicional nos primeiros 12 meses de implementação do acerto.   Continuação...