Ação da Positivo cai 10% após resultado do 1o trimestre

quarta-feira, 14 de maio de 2008 11:06 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Positivo Informática, maior fabricante de computadores do país, abriram em forte queda nesta quarta-feira depois que a companhia divulgou resultado trimestral com alta de 5,6 por cento no lucro líquido, mas queda de margens.

Às 10h58 (horário de Brasília), as ações da Positivo recuavam 10 por cento, cotadas a 20,82 reais, enquanto o Ibovespa exibia alta de 0,43 por cento.

A companhia teve lucro líquido de 49 milhões de reais entre janeiro e março e receita líquida de 394,4 milhões de reais, alta de 17,2 por cento em relação ao faturamento dos três primeiros meses de 2007.

O Ebitda do período (geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), porém caiu 3,2 por cento, para 51,2 milhões de reais contra 52,9 milhões de reais um ano antes. A margem recuou para 13 por cento contra 15,7 por cento no mesmo período de 2007.

O UBS reduziu a recomendação da empresa de "compra" para "neutro" após o resultado e reduziu seu preço-alvo para a ação da companhia de 48 para 28 reais.

"Seguindo os resultados muito fracos e a deterioração no ambiente competitivo e fiscal, estamos reduzindo nossa recomendação sobre a ação", afirmou o analista Carlos Sequeira em relatório, citando incertezas que afetam a empresa por conta de mudanças de regras tributárias em São Paulo, principal mercado da companhia, a partir do fim de março.

"É a segunda vez em menos de um ano que as notícias sobre impostos trazem incerteza para o caso de investimento", afirma o analista no relatório.

Segundo o balanço da empresa, o preço médio dos computadores da empresa caiu no primeiro trimestre. Em desktops a queda foi de 16,1 por cento em relação ao mesmo período de 2007, para 1.236 reais. Já o preço médio de notebooks recuou 20,4 por cento, para 1.763 reais.

A Positivo vendeu 322,7 mil computadores no primeiro trimestre, alta de 30,2 por cento sobre o mesmo período de 2007, com destaque para o segmento de empresas, no qual a companhia conseguiu elevar as vendas em 289,1 por cento no período, para 20,4 mil unidades.   Continuação...