Linux deve ganhar espaço em celular em 2008, diz Torvalds

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007 15:59 BRST
 

Por Sami Torma

HELSINQUE (Reuters) - O sistema operacional Linux, que até hoje teve pouco sucesso em telefones celulares, deve ter maior alcance entre os aparelhos no próximo ano, ajudado pelo interesse do Google no setor de telefonia móvel, disse o criador do Linux, Linus Torvalds.

Fornecedores do Linux lucram com a venda de melhorias e serviços técnicos, e o sistema operacional compete diretamente com o Windows, da Microsoft, que cobra pelo software e se opõe à distribuição pública de seu código.

O finlandês Torvalds, que criou o Linux original no começo dos anos 1990 e colocou o código na Internet para que outros pudessem melhorá-lo, ainda supervisiona o desenvolvimento do sistema operacional.

A britânica Symbian, que tem quase 50 por cento de sua propriedade nas mãos da Nokia, é a líder do setor de sistemas operacionais para aparelhos móveis, seguida pelo Windows Mobile, da Microsoft.

Mas no mês passado o Google, líder de buscas na Internet, disse que oferecerá uma plataforma de software, programada em Linux, para tornar o uso da Internet em telefones celulares tão suave como nos computadores pessoais.

"Eu não estou pessoalmente envolvido, mas certamente parece que 2008 pode ser, graças ao Google Alliance, um dos anos em que se poderá encontrar mais telefones com Linux", disse Torvalds à Reuters em entrevista nesta sexta-feira.

O Google está trabalhando com a Motorola e outras grandes do setor, como a operadora T-Mobile e a fabricante de chips Qualcomm, para desenvolver uma plataforma de software aberto chamado "Android" para aparelhos móveis.

Torvalds disse que a Motorola é uma das primeiras fabricantes a lançar telefones com Linux, principalmente na China e também nos Estados Unidos.