Grupo de tecnologia firma acordo de patentes de redes móveis LTE

segunda-feira, 14 de abril de 2008 11:44 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - Algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo firmaram acordo para um sistema de licenciamento de suas patentes relacionadas à tecnologia de rede móvel emergente, conhecida como Long Term Evolution (LTE).

As empresas, entre as quais estão a gigante de celulares Nokia e a fabricante de redes Ericsson, afirmaram nesta segunda-feira que querem impulsionar o lançamento da nova tecnologia ao concordarem em licenciar suas patentes em termos justos e razoáveis.

A LTE promete tornar tudo mais rápido, desde compartilhamento de vídeo sem fio até downloads de músicas, mas ela pode não representar um aumento expressivo nas vendas de equipamentos de rede para a indústria tão cedo, já que as primeiras redes não devem chegar antes de dois anos e muitas operadoras preferem esperar até a tecnologia amadurecer.

"O anúncio de hoje é um passo na direção do estabelecimento mais transparente e previsível dos custos de licenciamento de forma que se permita a adoção mais rápida de novas tecnologias", afirmou Ilkka Rahnasto, chefe da área de propriedade intelectual da Nokia, em comunicado.

As empresas se comprometeram em manter o patamar de royalities sobre patentes LTE para dispositivos portáteis abaixo de 10 por cento do preço de venda, com a taxa máxima para notebooks com LTE ficando abaixo de 10 dólares.

O grupo inclui também a Alcatel-Lucent, NEC, NextWave Wireless, Nokia Siemens Networks [NSN.UL] e Sony Ericsson .

A Verizon Wireless, segunda maior operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos, decidiu montar uma rede LTE, enquanto a China Mobile, maior operadora do mundo, afirmou no início do ano que irá fazer testes em plataformas LTE.