MySpace e EUA lançam princípios de segurança na Internet

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008 16:01 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O popular site de relacionamentos MySpace e procuradores-gerais de 49 estados dos Estados Unidos afirmaram nesta segunda-feira que concordam com as diretrizes estabelecidas num pacote com o intuito de proteger os jovens que navegam na Internet.

O MySpace, parte da News Corp de Rupert Murdoch, concordou em tomar medidas para garantir a segurança na Internet, incluindo o desenvolvimento de um registro de e-mails que permite aos pais proibir as crianças de criar perfis online na rede, segundo os procuradores-gerais.

Com cerca de 110 milhões de usuário pelo mundo, o MySpace também classificará os perfis configurados para usuários de 16 e 17 anos como "privado" em seu site, para que sejam contatados somente por conhecidos, dificultando a ação de bandidos.

"Este acordo estabelece um novo padrão para os sites de relacionamento que rapidamente conseguiram crescer, mas não reconhecer suas responsabilidades e manter a segurança das crianças", afirmou o procurador-geral do estado da Carolina do Norte, Roy Cooper.

O MySpace tem estado sob observação cirrada nos últimos dois anos depois que alguns de seus usuários jovens foram vítimas de adultos que se apresentavam como menores de idade.

O site afirmou que as diretrizes gerais da indústria incluem políticas que já foram incorporadas por ele, como análise de imagens e vídeo carregados para o site e garantias de que os perfis dos mais novos sejam mantidos como privados. Outras medidas incluem educar pais e filhos sobre como aumentar a segurança online e explorar melhores formas de confirmar a identidade de membros da rede social.

Em outubro, um rival menor do MySpace, o Facebook, e o procurador-geral de Nova York Andrew Cuomo concordaram em realizar experiências para melhorar a segurança de crianças.

A rede de relacionamentos prometeu começar a endereçar dentro de 24 horas qualquer queixa sobre conteúdo inapropriado e permitir a um examinador independente que inspecione como ele lida com as reclamações.

O Texas não assinou o acordo com o MySpace.   Continuação...