Rosedale, fundador do Second Life, deixará presidência do grupo

sexta-feira, 14 de março de 2008 14:46 BRT
 

Por Adam Pasick

NOVA YORK (Reuters) - A Linden Lab, empresa que opera o popular mundo virtual Second Life, anunciou na sexta-feira que iniciou uma busca para substituir seu fundador Philip Rosedale por um presidente-executivo com mais conhecimentos de gestão, respeitando uma antiga tradição entre as empresas iniciantes.

Rosedale se tornará presidente do conselho do grupo quando um sucessor for contratado, substituindo Mitch Kapor, que continuará a fazer parte do conselho e a ser o maior investidor no grupo, em companhia da Benchmark Capital. Rosedale também anunciou que manterá envolvimento de tempo integral com a empresa, trabalhando em desenvolvimento de produtos e estratégia.

"Essa é a obra da minha vida", disse ele à Reuters em entrevista por telefone. "Não vou me afastar, e continuarei trabalhando em tempo integral, provavelmente pelo resto da vida."

O Second Life é uma comunidade online com uma moeda própria e uma economia em crescimento, na qual os usuários se teleportam e voam pelo mundo virtual usando personagens conhecidos como "avatares".

O crescimento do mundo virtual perdeu impulso, depois de um período de rápida expansão. O substituto de Rosedale terá a missão de reconquistar o ímpeto, trabalhando em meio à cultura empresarial da Linden Lab e conquistando a adesão dos apaixonados usuários do Second Life.

A transição de um fundador visionário para um presidente-executivo mais concentrado no aspecto operacional é típica para as empresas iniciantes de tecnologia. Kapor mesmo passou por experiência semelhante, como fundador da Lotus Development, pioneira dos programas de planilhas, a cuja presidência ele renunciou em 1986.

"Minha pequena empresa se transformou em algo enorme, com milhares de funcionários e faturamento de centenas de milhões de dólares ao ano. E foi horrível", disse ele em entrevista à revista Wired, em 1990. "Por isso, desisti. Simplesmente fui embora e não voltei mais."

Rosedale, que foi vice-presidente de tecnologia na RealNetworks, vinha trabalhando como presidente-executivo da Linden Lab desde que a empresa foi fundada, em 1999.