Blogueira mais velha do mundo morre aos 108 anos

segunda-feira, 14 de julho de 2008 12:03 BRT
 

CANBERRA (Reuters) - Uma australiana considerada como a mais velha blogueira do mundo morreu aos 108 anos e seu último texto falou sobre seus problemas de saúde, mas também sobre como ela ainda cantava uma canção feliz todos os dias.

Olive Riley, de Woy Woy, cerca de 80 quilômetros ao norte de Sydney, criou seu blog em fevereiro do ano passado, contando histórias sobre sua vida ao longo de duas guerras mundiais, sobre os três filhos que criou sozinha e sobre experiências como cozinheira nas regiões selvagens da Austrália.

Riley, fisicamente frágil mas de mente muito alerta, conquistou audiência internacional com seu blog, The Life of Riley (www.allaboutolive.com.au), e com uma série de vídeos publicados no YouTube em que ela aparecia falando e cantando.

Riley era considerada a blogueira mais velha do mundo, com 12 anos a mais que a detentora anterior do título, a espanhola Maria Amelia. Ela nasceu em 1899 e completaria 109 anos em outubro.

"Ela gostava da notoriedade -isso a ajudava a se manter alerta", contou Darren Stone, bisneto de Riley, a jornalistas em Brisbane.

"Havia pessoas que se comunicavam com ela de lugares distantes como a Rússia e os Estados Unidos constantemente e não apenas ocasionalmente", disse ele.

Riley escreveu mais de 70 textos em seu blog --ou "blob" [bolha], como ela dizia em tom de brincadeira, desde fevereiro de 2007. Ela criou o blog com a ajuda de um amigo, que colocava os textos online para ela.

No seu último e 74o texto (here), em 26 de junho, ela falou sobre mudança para uma casa de repouso e problemas de saúde, afirmando que "me sinto fraca e a tosse não pára".

Mas contou também ter cantado uma "canção feliz" com um visitante da casa, como fazia todos os dias, e que havia recebido "um monte de mensagens de email e comentários dos meus amigos da Internet, hoje. Fico tão feliz quando vocês fazem contato. Muito obrigada a todos."   Continuação...