AOC entra no setor de TVs no Brasil com 6 modelos LCD

quinta-feira, 15 de maio de 2008 16:12 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A maior fabricante mundial de monitores e quinta maior do mundo em TVs com telas de cristal líquido, a chinesa TPV, está ampliando suas operações no Brasil com lançamento de uma linha de televisores LCD que marca sua entrada em um segmento de intensa competição e de forte crescimento no país.

Dez anos depois de inaugurar suas operações no Brasil, a AOC, marca do grupo TPV, deve começar a vender a linha completa de TVs LCD a partir de julho. Os modelos variam de 19 a 47 polegadas, com preços a partir de 999 reais.

"O país está pronto, a marca está pronta, vimos que não tem porque não fazer aqui o que fazemos lá fora", disse o vice-presidente de vendas e marketing da AOC Brasil, Maurizio Laniado, a jornalistas.

A companhia, que no Brasil tem duas fábricas (Manaus e Jundiaí), prevê investir 50 por cento mais em publicidade no país este ano, afirmou o diretor comercial a AOC Brasil, Alberto Frota Jr, sem citar valores.

O lançamento dos novos produtos fez grande parte da produção de monitores de Manaus ser transferida para a fábrica da empresa em Jundiaí (interior de São Paulo) para dar espaço aos televisores LCD, disse Laniado.

Evitando comentar sobre estratégia de vendas, Laniado afirmou apenas que a empresa deve praticar preços próximos aos dos rivais nos televisores. "Em termos de preços, estamos próximos dos concorrentes, não precisamos mais praticar preços suicidas", disse o executivo.

Laniado comentou ainda que a empresa avalia lançar no Brasil este ano um modelo de televisor móvel com tela de 13 polegadas que seria compatível com transmissões de TV digital.

A empresa chegou estudar com intensidade a venda de aparelhos decodificadores de TV digital no país, mas depois de declarações do governo para os consumidores não comprarem esses dispositivos antes que o preço caia, a AOC está "pensando duas vezes agora", disse Laniado.

A AOC produziu no ano passado 2,1 milhões de monitores no país e a expectativa para 2008 é ampliar esse número em 10 por cento. Segundo Frota, que citou dados da empresa de pesquisa IT Data, a empresa tem 30 por cento de participação nesse mercado no Brasil. Metas para a área de TVs não foram informadas.

A expectativa, ainda segundo os dados citados por Frota, é que o setor venda no país este ano entre 1,8 milhão e 2 milhões de televisores com telas de plasma e LCD, quase o dobro do comercializado em 2007.

(Reportagem Alberto Alerigi Jr.)