Nintendo vai reforçar campanha no mercado latino-americano

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 16:09 BRT
 

PLAYA BONITA, Panamá (Reuters) - A japonesa Nintendo planeja uma campanha mais agressiva de marketing em espanhol para dominar o crescente mercado de videogames da América Latina e explorar o apetite por títulos de esporte e exercícios físicos.

"O potencial econômico de longo prazo da América Latina torna esse mercado muito importante para os videogames", disse Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, em uma conferência setorial em Playa Bonita, cidade turística na costa do Pacífico.

A campanha, que se dirigirá a pessoas menos adeptas dos videogames, deve começar antes da sempre movimentada temporada natalina, mas a Nintendo não anunciou a data exata.

Com uma base de consumidores crescentes, a América Latina tornou-se um mercado atraente para empresas que estão em busca de maneiras de compensar a atual desaceleração na economia dos Estados Unidos.

A Nintendo, que transformou personagens como Donkey Kong, Mario e Luigi em ícones da cultura pop, lançou o console Wii em 2006. O produto foi sucesso instantâneo graças ao controlador dotado de sensor de movimentos, muito fácil de usar, ao baixo preço e aos títulos inovadores.

O Wii superou em vendas o PlaySation 3, da Sony, e o Xbox 360, da Microsoft, o que coloca a Nintendo em posição de liderança na batalha pelo mercado de consoles.

"A Nintendo registrou crescimento fenomenal na região ao longo dos últimos anos, crescimento superior ao que tivemos nos EUA", acrescentou Fils-Aime na Nintendo NEX Latin America 2008, que reúne criadores de software e distribuidores de jogos da região.

Bill van Zyll, que comanda as operações da Nintendo na América Latina, disse que o mercado de videogames da região pode movimentar cerca de 2 bilhões de dólares este ano.

O total representa apenas uma pequena fração do movimento mundial do mercado de videogames, estimado em 57 bilhões de dólares ao ano pelo grupo de pesquisa DFC Intelligence.

(Por Andrew Beatty)