UE vê riscos em serviço de imagens de ruas do Google

quinta-feira, 15 de maio de 2008 10:27 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A capacidade do serviço de mapas do Google de mostrar pela Internet imagens detalhadas de ruas pode gerar preocupações na Europa caso o serviço chegue ao continente, afirmou uma agência de proteção a informações da União Européia nesta quinta-feira.

O Street View do Google oferece visão à altura do chão com perspectiva de 360 graus das ruas de 30 cidades dos Estados Unidos. Ele se tornou popular entre os motoristas mas gerou controvérsias sobre uma potencial invasão de privacidade.

"Gerar imagens de qualquer lugar certamente irá criar alguns problemas", afirmou o supervisor de proteção de dados da União Européia Peter Hustix, em conferência para apresentar seu relatório anual.

Mas Hustinx, que trabalha com autoridades nacionais européias para estabelecer regras consistentes sobre dados e proteção de privacidade nos 27 países do bloco, afirmou estar confiante de que o Google levará em consideração as leis européias em qualquer apresentação futura do produto na região.

"Aparentemente há a capacidade de adaptar isso em diferentes modos", apontou, referindo-se as possibilidades técnicas de limitar o que as imagens mostram online.

Em março, o Google afirmou que irá atender a um pedido do Pentágono de retirar algumas imagens online do Street View por temores de que elas possam gerar ameaças às bases militares dos Estados Unidos.

Outras preocupações têm sido mais banais. Em um exemplo, um homem foi flagrado saindo de um clube de strip-tease e, em outro, uma mulher foi mostrada tomando banho de sol.

O Street View ainda precisa ser apresentado fora dos Estados Unidos. O Google Maps e o serviço Google Earth foram criticados por muitos países por mostrar imagens de certos locais, como bases militares ou potenciais alvos de ataques terroristas.

O serviço é baseado em versões civis de mapas satélites que o Google licencia de serviços de mapeamento comercial.