Nortel paga US$35 mi para por fim a acusações de fraude contábil

segunda-feira, 15 de outubro de 2007 16:18 BRST
 

TORONTO (Reuters) - A Nortel pagará 35 milhões de dólares em um acordo com a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), que acusa a empresa canadense de ter fraudado sua contabilidade para atingir as expectativas de lucro de analistas de Wall Street.

A Nortel, produtora de equipamentos de telecomunicações, se envolveu em dois esquemas de fraude contábil, uma relacionada a lucros e outra a receitas, segundo queixa da SEC no tribunal distrital de Manhattan.

Os esquemas permitiram à Nortel atingir "a orientação irrealista de lucros e receita que foi fornecida à Wall Street em 2000 e novamente em 2002 e 2003", alegou a SEC em seu processo.

A Nortel fechou acordo para encerrar o litígio sem negar ou admitir culpa no caso, de acordo com documentos do tribunal nesta segunda-feira.

O órgão que regula o mercado de capitais dos EUA disse que a demanda por equipamentos de telecomunicações e de rede caiu em 2000, e o número de pedidos por produtos da Nortel diminuiu.

Segundo a SEC, a Nortel usou nessa época de ajustes "incompatíveis com os princípios de contabilidade dos EUA geralmente aceitos para mover receitas e lucros para cima e para baixo o necessário para atingir as irrealistas expectativas de Wall Street".

 
<p>Silueta do presidente executivo da Nortel, Zafirovski, em Toronto. A Nortel pagar&aacute; 35 milh&otilde;es de d&oacute;lares em um acordo com a comiss&atilde;o de valores mobili&aacute;rios dos EUA, que acusa a empresa canadense de ter fraudado sua contabilidade para atingir as expectativas. Foto de Arquivo. Photo by J.P. Moczulski</p>