Google usa tecnologia de identificação de vídeo contra pedofilia

terça-feira, 15 de abril de 2008 09:10 BRT
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google está adotando a mesma tecnologia de reconhecimento de imagem que a empresa usa para procurar violação de direitos autorais em seu site de compartilhamento de vídeo YouTube para combater a pedofilia, afirmou a empresa.

O Google afirmou que está trabalhando com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC) de Alexandria, Virginia (Estados Unidos), para ajudar a automatizar a vigilância daqueles que procuram identificar vítimas de abuso em milhões de imagens pornográficas.

O projeto está aplicando a tecnologia de impressão digital de vídeo, que o Google incentiva os donos de direitos autorais adotarem como meio de policiar de forma abrangente a pirataria na rede de vídeos criados profissionais.

Um pequeno time de engenheiros do Google trabalhou por mais de um ano com as agências federais dos EUA e analistas da NSMEC no Programa de Identificação da Vítima Infantil para criar um software que automatiza a avaliação de 13 milhões de vídeos e imagens pornográficas que analistas no centro previamente haviam selecionado manualmente.

A tecnologia do Google promete permitir que analistas pesquisem mais rapidamente a base de dados de vídeos e imagens do centro para identificar arquivos que contenham imagens de vítimas de pedofilia. Outras ferramentas do Google também ajudam técnicos a analisar rapidamente trechos de vídeos.

Shumeet Baluja, cientista pesquisador do Google, afirmou em comunicado que recrutou uma equipe de engenheiros para criar uma ferramenta de detecção de vídeo como projeto paralelo aos seus afazeres diários durante 2007.

Ele descreve o andamento do trabalho no blog oficial do Google disponível em tinyurl.com/63n64m