Ubisoft prevê que setor de videogame chegará ao pico em 2009

quinta-feira, 15 de maio de 2008 09:58 BRT
 

Por Scott Hillis

SAN FRANCISCO (Reuters) - Os produtores de videogame terão momentos difíceis para superar o crescimento espetacular registrado em 2007, mas o setor só atingirá seu pico cíclico no ano que vem, disse um importante executivo da Ubisoft

"Vai ser difícil mostrar força financeira ainda maior, porque o ano passado foi muito bom", disse Laurent Detoc, presidente da Ubisoft para a América do Norte, quando perguntado se 2008 seria tão bom quanto 2007.

A Ubisoft é a maior produtora de videogames da Europa e tem títulos como "Assassin's Creed" e jogos com temas militares criados em parceria com o autor de thrillers políticos Tom Clancy. A empresa anunciou no mês passado que sua receita fiscal em 2008 aumentou em 36 por cento, para 1,5 bilhão de dólares.

Detoc disse que os fabricantes de consoles --Nintendo, Microsoft e Sony -- estavam posicionados para vender mais hardware que nunca, um possível volume de 36 milhões de unidades apenas este ano.

"E não acho que este deve ser o pico. O pico pode chegar no ano que vem", afirmou ele.

Detoc se pronunciou um dia antes do grupo de pesquisa NPD anunciar os números de abril para a venda de videogames nos Estados Unidos. As vendas de hardware, software e acessórios de videogames subiram em 43 por cento em 2007, e o setor já vem sentindo o ímpeto este ano, com as vendas de março 57 por cento mais altas do que as do período em 2007.

Detoc disse que a preocupação é se os compradores de novos consoles, que inclui um grande número de iniciantes em videogames, pessoas mais velhas e mulheres que se deixaram atrair pelo Nintendo Wii, serão convencidos a comprar novos jogos.

"No momento estou um pouco cauteloso em termos de hardware e de como isso se traduz para o software", disse Detoc.   Continuação...