Nokia deve fechar unidade na Alemanha e pode demitir 2,3 mil

terça-feira, 15 de janeiro de 2008 12:33 BRST
 

HELSINQUE (Reuters) - A Nokia, maior fabricante mundial de celulares, afirmou nesta terça-feira que planeja fechar sua fábrica em Bochum, Alemanha, em meados deste ano num corte que pode chegar a 2,3 mil empregos.

A restruturação irá realocar unidades de produção para regiões de menor custo. A Nokia afirmou que a unidade de Bochum, que faz serviços móveis, não é competitiva o bastante, mesmo com o investimento adicional.

"Estamos transferindo a produção para fábricas existentes, principalmente na Romênia, cuja unidade irá inaugurar no segundo trimestre", afirmou o porta-voz da empresa, Arja Suominen, informando que a seleção já começou.

A Nokia anunciou seu plano de montar uma fábrica de celulares na Romênia em março de 2007, num investimento de 60 milhões de euros (89 milhões de dólares).

A companhia afirmou ainda que planeja vender seu negócio de assessórios automotivos e que está em negociação com a Sasken Technologies para vender a unidade de pesquisa de adaptação e desenvolvimento de software da unidade Bochum.

A venture da Nokia de equipamentos de rede com a Siemens, a Nokia Siemens Networks [NSN.UL], também afirmou que pretende cortar 9 mil empregos, 15 por cento de sua força total de trabalho, até o final de 2010, sendo 2,29 mil funcionários na Alemanha.

(Reportagem de Sami Torma e Agnieszka Flak)