Publicidade em buscas do Yahoo avança contra Google no 1o tri

quarta-feira, 16 de abril de 2008 10:55 BRT
 

Por Eric Auchard

SAN FRANCISCO (Reuters) - Novos dados setoriais demonstram que o Yahoo pode ter começado a ganhar mercado no segmento de publicidade vinculada a buscas, diante do Google, ainda que a audiência do Google entre os usuários de buscas tenha crescido ligeiramente.

Um estudo da RBC Capital utilizando dados sobre tendências de compras de publicidade da SearchIgnite, uma empresa de marketing de buscas na Web, demonstra que o Yahoo superou o Google em crescimento da publicidade vinculada a pesquisas online, audiência de anúncios e anúncios visitados, no primeiro trimestre.

Enquanto isso, um relatório do Citigroup que toma por base dados do grupo de pesquisa comScore mostra que o Google ganhou mercado diante do Yahoo em termos de buscas gerais na Web, em março, mas não oferece indicações sobre o sucesso do Google na conversão de usuários de buscas em espectadores de publicidade.

A participação do Yahoo no mercado de publicidade vinculada a buscas subiu do nível histórico de 18 a 19 por cento para cerca de 23 por cento, segundo a SearchIgnite. Já a fatia dominante do Google caiu de 74,9 por cento para 71,1 por cento.

"O Yahoo ampliou consideravelmente sua fatia do faturamento publicitário, pela primeira vez em diversos trimestres", disse Ross Sandler, analista da RBS, em nota a investidores, se referindo a dados da SearchIgnite.

O Google deve anunciar seus resultados trimestrais na quinta-feira, em meio a discussões dos investidores sobre o possível efeito adverso da desaceleração econômica dos Estados Unidos sobre o crescimento explosivo da publicidade vinculada a buscas. O Yahoo reportará seus resultados trimestrais na próxima terça-feira.

O Yahoo vem conduzindo um teste de duas semanas para determinar se usará o sistema do Google para a venda de publicidade vinculada a buscas, em lugar do seu. A empresa vem procurando parceiros para rejeitar uma oferta de aquisição feita pela Microsoft ou ao menos forçar uma proposta mais alta.